11 de set de 2014

CINEMA: A HOSPEDEIRA



Acabei descobrindo este filme na TV a cabo. Se por um acaso você pegá-lo no meio, dê cinco minutos para entender o clima.
Ótimo o papel do ator William Hurt. Ele merece o filme; vejo maturidade em sua carreira.
Mas a ideia de alienígenas que são implantados no corpo humano, tornando-se uma “alma entrante”, é feliz. E as consequências disso são abordadas: podem existir conflitos entre o entrante e a “alma” original.
Duas delas em um mesmo corpo, relacionam-se com um planeta dominado por estas entidades que só podem se manifestar através de nós. São criaturas lindas, luminosas e expansivas. Creio que são seres de mente coletiva, pois os membros possuem comportamentos similares quando “encarnados”.
 Os poucos humanos que se salvaram estão diluídos e em pequenos redutos.
O filme procura equilibrar fatores espiritualistas com uma espécie de invasão e dominação do planeta. E o final é pacífico, como é a essência do filme...



11 comentários:

  1. Ótima dica, adoro cinema, esse filme não tive o prazer de ver, mas vou conferir sim, Pink Floyd, curto muito!
    Abraços e amei ler aqui!

    ResponderExcluir
  2. Ainda nao vi... pela descriçao parece bom...

    ResponderExcluir
  3. Wow, beautiful introduction to the film.
    I wish you a nice weekend.

    ResponderExcluir
  4. Quase não consegui ler as letrinhas, só enxergo mais ou menos com uma vista.kkk
    Adoro filmes, uma ótima sugestão
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. Ontem resolvi sentar e ver algum filme na tv a cabo. Nada que prestasse. Tentei assistir um de terror, era realmente de terror. Um terror de ruim, nada de suspense, panica, medo, nada do que deveria apresentar, restaram risos apenas ! Não consegui chegar a metade e fui ouvir musica.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Prefiro aquelas comédias romanticas água com áçucar que passa na sessão da tarde. A vida já é pesada demais.


    Abraços

    Alexandre
    http://nossoconfessionariopublico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ricardo!
    Gosto de Pink Floyd e de William Hurt. Já anotada a dica! Eu li o livro de Stephenie Meyer, que é excelente e ganhou vários prêmios, então o filme deve ter ido pelo mesmo caminho. Se isso acontecer, terá continuação, já que será publicada a continuação do livro.
    Beijus,

    ResponderExcluir
  8. Hola Ricardo, gracias por compartir intentare verla. Tiene buena pinta!
    Un abrazo de luz.

    ResponderExcluir
  9. Hola Ricardo, me parece una muy buena recomendación, yo he visto esta película y me encantó. Volvería a verla. Feliz semana y un fuerte abrazo.

    ResponderExcluir
  10. Acabo de descobrir um filme interessante lendo o seu post. Sempre ouvi falar mas nunca assisti. Valeu pela dica e pelo texto esclarecedor.

    ResponderExcluir
  11. Obg por partilhar este olhar crítico que cria apetite para o ver.
    Bjo, Ricardo :)

    ResponderExcluir