30 de abr de 2014

ALOPATIA MY ASS



Calma não é bem assim! É que estes dias estava em pura diversão assistindo um vídeo no youtube sobre o famoso desafio que o mágico James Randi propôs a Thomas Green Morton, quando resolvi assistir a outro aonde Randi detona de verdade a Homeopatia e diante de uma platéia que ainda sorri para seus gracejos e insultos. Para ficar mais abismado, vejo Drauzio Varella, em total momento de arrogância e prepotência, fazer o mesmo com a coitada “medicina dos semelhantes”. Fiquei puto com estes bostas!
Varella cita Cláudio Galeno, o famoso médico romano (de origem grega) e autor da máxima alopática: “ Para curar é preciso buscar os elementos que sejam contrários aos que causam a enfermidade.” Perfeito! Temos que reconhecer os avanços da medicina, que já passou por momentos desagradáveis, como na Idade Média (com suas sangrias e outros processos massacrantes ao paciente), até os dias de hoje aonde uma infinidade de novas drogas vão chegando ao poderoso mercado farmacêutico e trazendo alívio aos enfermos. De fato cura-se muitas doenças, embora o efeito rebote nos cause outra enfermidade que necessitará de outra medicação, tornando-nos escravos da medicina atômica. Não seria melhor curar o doente de uma vez ao invés das doenças que cria?
Tal foi a proposição de Samuel Hahnemann ao intuir a Homeopatia. A discussão é complicada e assemelha-se ao assunto do Big Bang e as teorias de Darwin por exemplo. Estas tratam de observações referentes exclusivamente ao mundo visível e constatável, o mundo dos átomos atuando em específica vibração. Mas para quem sabe e conhece os outros campos de percepção nos quais o ser humano atua aqui na Terra, fica evidente que o buraco é mais embaixo (ou encima como queira).
Ramatis sintetiza bem a Homeopatia: “Toda substância pode curar os mesmos transtornos que é capaz de produzir; as doses pequenas de uma substância, ou os pequenos estímulos, produzem efeitos contrários aos que são produzidos por esses mesmos agentes, quando aplicados em quantidades maiores ou em doses maciças.” Aplicar “o veneno infinitesimal” no doente, causa um rebuliço em toda a estrutura corporal etérico-astral do Homem, movimenta-o integralmente, produz condições de existir uma solução que venha dos átomos mais acelerados destes corpos. São eles que na verdade estão enfermos e se eles se harmonizarem, o átomo físico por conseqüência se harmoniza também trazendo cura definitiva. A Homeopatia trata de energia e não de massa! As moléculas de fótons, vulgo Prana, se movimentam em direção do corpo físico, trazendo a radiação necessária a transmutação dos estados imperfeitos moleculares.
Mas o homem moderno não tem interesse em soluções demoradas e definitivas, deseja apenas o ritmo acelerado e soluções práticas para certo momento. E ainda se diverte com gentalha tipo Randi e Varella.
É uma pena que ainda não existam aparelhos que possam detectar este mundo invisível aos nossos sentidos. A hora que isto acontecer, ai a ciência terá que admitir que trabalhou até hoje com apenas parte da realidade e que de fato se empenhou em buscar soluções. Mas o Homem é maior que um corpo físico.





13 comentários:

  1. Hi Ricardo,
    Another great and very interesting post.
    Beautifully everything you wrote, I have to agree.
    Have a nice evening.
    Greetings.

    ResponderExcluir
  2. Bem Ricardo,
    Como nunca usei a homeopatia não posso falar nada. Fiquei com meus pés pegando fogo durante um tempo, cada médico falava uma coisa e remédio pra baixo, até que queimei meus pés com água e gelo. Aí o bicho pegou. Fui a um especialista e em 15 dias a queimação passou. Os outros médicos diziam que era falta de circulação, isso porque tenho 66 anos.( sem fazer nenhum exame).
    O especialista rio à vontade e disse a meu marido antes de fazer o bombeamento: nunca vi uma mulher com essa idade não ter um vasinho, uma estria. Meu marido ficou enciumado e ele disse: com todo respeito.kkkk
    A nossa medicina está muito atrasada referente a homeopatia, se por aqui tivesse para as doenças eu faria.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Desculpe o erro:
    rio.......riu
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  4. Gosto imenso de conhecer outros pontos de vista e outras soluções. Uma das razões da minha vinda ao teu cantinho.
    Concordo com o teu texto. Penso que começa a haver abertura médica para os ditos tratamentos alternativos, havendo mesmo médicos que se interessam e estudam este campo, Na verdade, muitos dos incómodos estão na nossa cabeça e se se levar a acreditar que há tratamentos, digamos, mais profiláticos do que curativos mas bastante invasivos, avançaremos neste campo. Também me parece que as pessoas que cultivam mais a sua interioridade e auto-conhecimento de suas reações (alimentares, por ex) estão mais predispostas à medicina alternativa. - depois também acontece "cada cabeça, sua sentença"...
    Grata pela partilha. Qualquer dia ainda "me obriga" a pesquisar sobre assuntos científicos :) :)
    Bjo, Ricardo :)

    ResponderExcluir
  5. Ramatis diz que a Homeopatia é a medicina do terceiro milênio. Pena que existe "gentalha " que não conhece o assunto e se mete a dar opinião. Eu faço uso dessa medicina alternativa, há mais de quinze anos.
    Ricardo, o ser humano sofre por ignorância...em todos os sentidos.
    (Ah! Tenho um amigo na Eubiose).
    Boa noite amigo, beijo!

    ResponderExcluir
  6. Imagine que o autor do quadrinho que você usou para ilustrar seu post é um médico, então imagina a sutileza dessa criatura...imagina cair nas mãos de um médico desses. Tenho medo.

    ResponderExcluir
  7. "... o Homem é maior que um corpo físico."

    Mas ele não se dá conta disso...

    Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Olha querido há mais ou menos um ano faço uso da auto hemoterapia e sou motivo de risos entre os céticos de plantão. Muitas pessoas do meu círculo de amizades começaram a fazer uso da técnica e estão obtendo excelentes resultados, inclusive uma amiga minha de La Paz, na Bolívia, portadora de lupus, começou a fazer as aplicações e , aos poucos, conseguiu abandonar os remédios e já não sente dor alguma. A medicina tradicional abomina tal técnica e eu, sinceramente, cago e ando pra ela, o que importa é que os sintomas que meu joelho (que estava mesmo fodido) está legal - voltei inclusive às minhas corridas, coisa que há muito já não podia me dar o desfrute.
    Xero negão!!!

    ResponderExcluir
  9. Ricardo,

    Vim lhe deixar um beijo e o desejo de uma otima semana.

    Voltarei.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ricardo!
    Acho que você imagina qual a minha opinião sobre os "aparecidos". A homeopatia é especialidade médica desde 1980, reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e deve ser praticada por médicos habilitados. Fato! Médicos de diferente formação pensam de forma diferente e daí o problema é deles (rs*) Se as pessoas fazem uso da alopatia e frequentam consultórios psiquiatras e, por que não ter médico e terapeuta holístico? Os conhecimentos devem interagir para melhora do paciente e sua energia vital, emocional e espiritual.
    Já o Thomas Green Morton, não é um charlatão? Ele morou muitos anos em uma chácara em minha cidade natal e prejudicou muitas pessoas. Os famosos que procuraram por ele, se decepcionaram...
    Beijus,

    ResponderExcluir
  11. Cada ser humano é um pequeno grande mundo que nem sempre considera ser feito de energia.
    Essas mesmas energias que nos curam, que nos impelem a continuar...
    Sem dúvida concordo que para o melhoramento da medicina convencional, poderiamos ter o apoio das chamadas medicinas alternativas que em tanto contribuem para o nosso bem estar!

    um anjo

    ResponderExcluir
  12. Creio que os males físicos chegam acompanhados ou provocados por outros, nem sempre valorizados/questionados pelos médicos. Assim, os dois lados podem nos ajudar, bastando que neles creiamos. Abraço.

    ResponderExcluir
  13. A ciência tem reconhecido e utilizado cada vez mais o estudo duplo-cego graças as pesquisas lideradas pelo Benveniste. Infelizmente, a indústria farmacêutica, juntamente com os corporativistas "médicos", parece reinar de forma absoluta e é óbvio que eles nunca quiseram soluções mais eficazes e, sabemos bem, nunca hão de. E o que dizer dessa vacinação anual em massa contra o influenza, um vírus reconhecidamente mutante? Aparentemente é puro benefício, mas a longo prazo será que é mesmo? E o controverso Pandovírus? A homeopatia é um tratamento preventivo a longo prazo, não adianta buscar solução nela depois que se descobre o problema, até porque dependendo da doença a evolução é muito rápida, e o tratamento homeopático não consegue acompanhar. Se ao menos tentássemos criar o hábito, creio realmente que muitas moléstias poderiam ser evitadas.

    Não fique puto! Escreva Ric, escreva!!

    desculpe, estava logada em outro endereço...

    ResponderExcluir