6 de out de 2015

Imagem selecionada para o XXIII Salão de Artes Plásticas de Mococa



Pela primeira vez resolvi investir em um dossiê mais elaborado e criei (finalmente) um
texto em defesa de meu trabalho. Funcionou, mas ainda carece de maturação:

"Rastros, vestígios
Luzes ocultas
Mundo invisível em busca
de revelação
Energia e matéria
num  eterno reciclar

Meu trabalho é fruto de muita pesquisa no campo da espiritualidade.
Utilizo uma vasta paleta de texturas, formas e cores para criar imagens etéricas, ricas em novas luminosidades. Procuro um ponto de contato com as realidades paralelas e criadoras de toda a nossa realidade. Há uma Energia cintilante envolvendo todo esse universo tridimensional. Energia que pode ser dirigida e manipulada, e que nos traz o verdadeiro sentido da Luz, do Tempo e do Espaço...
As Séries que apresento, congelam o movimento dessa Luz e estabelecem uma ligação entre intensidades e frequências, entre o abstrato e inimaginável."


7 comentários:

  1. por vezes necessitamos de apontar direcções, alguma significação, percepções... para que não tomem o nosso trabalho por um fruto do acaso. o Ricardo é um artista muito criativo, talentoso, com um trabalho cheio de objectividade, e essa defesa/explicação enriquece as suas criações, ajudando à sua interpretação. ajudando as pessoas a contextualizarem-se.
    fantástico!
    pelo que penso conhecer sobre ti, a maturidade vai ser uma eterna procura (no bom sentido).
    um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Formas e cores como progressão e antecipação da Luz. Um plano texturado sugerindo a ideia
    de diversas camadas, como que de várias etapas ou degraus para a revelação do espírito.
    no caminho até à suprema energia.
    Gostei muito, tal como tenho gostado de todas as outras obras.
    Parabéns, Ricardo! Artista é assim...:-)
    xx

    ResponderExcluir
  3. Trabalho extraordinário, Ricardo!!!
    E adorei o texto!... Acho que nem precisa de maturação! Está no ponto!!!!!
    Abraço! E muitos parabéns!
    Sempre em frente!...
    Ana

    ResponderExcluir
  4. A luz a bisbilhotar a energia condensada...
    Ricardo, beijos!

    ResponderExcluir
  5. É só atravessar a porta. O mundo invísivel é surpreendente. A luz se arrumando para sair.

    ResponderExcluir
  6. Ricardo, adorei o texto. Simples e claro, não são precisas muitas palavras para explicar ou acompanhar tão magnífica imagem.
    A imagem que selecionaste, tem uma presença, uma luz, tem um mundo de calor e de realidade, muito aquém dos olhos que olham sem ver. Consegues sempre captar o que está muito além do senso comum, daí eu amar a tua percepção espiritual da vida.
    Beijinhos de luz na tua Alma!
    Ana Maria

    ResponderExcluir