2 de mar de 2012

ENSAIO: "OCEANO DE HIGGS"

Voltemos a 13,7 bilhões de anos, no suposto Big Bang e início do universo físico!
A velocidade da luz era a ordem imperativa para tudo oque chamamos de partículas e sub-partículas. Oque interessa deste momento é que os termos "massa" e "peso" ainda não existiam. A união de partículas, para a formação de um corpo tipo o nosso, não era possível. Tudo se movia isoladamente e na velocidade da luz e sendo assim tudo era pura energia.
Mas como nos tornamos matéria, aquilo que possue massa e peso? Não sabemos!
Peter Higgs teorizou o hoje chamado oceano de higgs, um tecido cósmico que se formou logo após o Big Bang e que cumpre uma única função hipotética: reduzir a velocidade da luz de tudo oque existia...menos do fóton, que continua livre perambulando pelo universo, aguardando seu melhor entendimento.
Oque se intui, é que a partícula desconhecida, a "Partícula de Deus", em quantidades infinitas no começo do universo, se uniu para a formação deste tecido cósmico invisível e este trouxe resistência a todos os quarks, transformando-os em elementos químicos e passíveis de relacionamentos. Quero dizer que uma partícula só ganha materialidade porque ela sofre a força de cruzar ou "andar" neste oceano bosônico.
Mas fica o grande enigma científico sobre a nossa existência física: e se não existir o bóson de higgs?
E nem matéria e massa? Ilusão? Um grande sonho?
Tudo é somente energia?...sim, este é o teorema de todo espiritualista!

2 comentários:

  1. wow...very interesting...I like this post brazilian friend :)

    ResponderExcluir
  2. Ricardo o que admiro imenso em vc é a que dá uma explicação científica ao fato, mas jamais deixa Deus, esta força criadora, de lado. Vc é o cara. As pessoas que se prendem às tuas postagens recentes realmente não sabem o que estão perdendo por não ter a curiosidade de fuçar teu blog. Olha ainda tô meio que "de molho", entretanto tô continuando meu passeio pelo mundo de conhecimento que é o LUZ NO PAPEL.
    Um xero meu querido e que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir