9 de mar de 2012

PÉROLAS DO COMANDO ESTELAR 01



Aguardem a adoção, pelo reino animal, de características e compreensão quase humanas, e com razão, pois à medida que desocupamos nossos reinos de compreensão anterior e assumimos nossa divindade, os animais irão se aventurar a preencher o vazio, elevando-se a uma condição quase humana. Simultaneamente haverá a humanização do mundo inferior dos Elementais e dos espíritos da natureza. Eles são, atualmente, quase humanos, e têm direito de assumir sua plena humanidade.”

“Novamente, haverá intervenção maciça e amistosa de extraterrestres a nosso favor, pois, a partir de agora, as forças das trevas não podem e não terão permissão de nos tornarem obsoletos. Se isso acontecesse desta vez, toda a comitiva de planetas de nosso sistema solar seria impedida de entrar com sucesso no Cinturão de Fótons.
Entrar no Cinturão de Fótons (consciência Crística) como planeta, é nossa causa e objetivo incondicionais. A única ponderável é se você e eu seremos bem sucedidos nessa entrada. Nosso livre-arbítrio e nossas escolhas individuais prevalecerão. Como já se afirmou, a previsão é que apenas cerca de um terço da população mundial seja bem sucedida em sua escolha de avançar para os reinos do Cinturão de Fótons. Esses dois bilhões de almas desfrutarão, perdurarão e viverão uma vez mais naquela Era Dourada mencionada tantas vezes pelos antigos.”

“Quando nossos corpos e consciência se reformarem em luz, o pensamento, e não a ação física irá determinar o nosso ‘cardápio do dia’. Nessa nova modalidade, os pensamentos “na verdade etéricos” são mais reais do que ações físicas – somos o que pensamos naquele momento.
Como nos encontramos na consciência da quarta dimensão, somos etéricos e estamos expostos a tudo. Cada um de nós será como uma tela de televisão projetando nossos pensamentos para todos verem e ouvirem. Não conseguiremos mais esconder a maldade, a avareza e a cobiça, o ódio, a luxuria, trapaça ou desonestidade. No minuto em que pensarmos em algo, nos transformaremos nele. Tornamo-nos um livro aberto, livre dos grilhões, a não ser os que criamos para aquele momento, que devem ser retificados instantaneamente com amor, luz e perdão para não sermos objeto das penalidades inerentes e da possível expulsão da realidade de quarta dimensão, de volta para a terceira.”

“Permitam que seus filhos vão aos seus compromissos através de seus próprios meios, se isso os deixar contentes. Vocês poderão perceber que eles podem estar praticando determinando esporte, ou indo ás aulas de música apenas porque “é vontade do pai ou da mãe...” Se isso não lhes traz alegria, então porque fazer? Se o pai gosta tanto de esportes, que ele participe de um time amador de adultos. Se a mãe quer tanto as aulas de música, que ela tenha as aulas e pratique muito.”




Nenhum comentário:

Postar um comentário