8 de dez de 2011

IRON MAN 2



Através deste filme, química e física se misturam para a criação de um novo elemento na tabela periódica. Assunto que envolve número atômico, massa, valência, matéria e substância.
Em outro ensaio acabei por soltar uma frase meio inconsciente mas reveladora de meus atuais e doidos pensamentos:
"Não há substância. Não há nada no átomo que justifique uma agregação de elementos que formem a matéria."Oque há no átomo??? Com certeza ainda não sabemos com propriedade.
A cada dia a ciência complica mais as coisas e dezenas de subpartículas invadem nosso cotidiano. Luta-se desesperadamente para descobrir a "partícula de deus", o Bóson de Higgs, que traria melhor entendimento dos termos: matéria, substância e massa...faltam explicações sobre como podemos ser uma realidade física e este é o impasse da ciência!
E eu to querendo descomplicar a minha vida. Começo a acreditar seriamente que toda e qualquer partícula, do elétron aos quarks,são apenas fótons vibrando de uma maneira particular, em diversas velocidades. A famosa "corda" da teoria das supercordas seria apenas isto.
O fóton vibrando em uníssono e constantemente pode se tornar uma partícula como o elétron. O fóton livre pode ser ondulação e transmissão. Uma molécula de fótons na velocidade da luz pode ser prana ou pura luz multidimensional. Abaixo da velocidade da luz pode ser vc!
Se só existem fótons então só existem manifestações da luz. Tanto neste plano de percepção chamado de terceira dimensão como em qualquer outro. O fóton é primo-irmão da verdadeira concepção de luz e vida.
Não zombem...muitos acadêmicos andam refletindo sobre isto e com maior profundidade.
Mas este blog é democrático e não sou o dono da verdade,sou um estudante,e por isso vamos a Tony Stark e o legado de seu pai.


Mesmo limitado pela tecnologia de sua época, Howard deixa para seu pequeno filho um mistério: uma maquete da cidade do futuro!
Já adulto,o inquieto Tony irá transformá-la em imagem virtual, uma holografia espacial.
O paládio, elemento que sustenta o reator em seu coração, está contaminando seu corpo e sangue. Tony tentou passar as fronteiras da tabela periódica e hibridizar um novo elemento capaz de curá-lo. Igual ao que vem fazendo a ciência moderna: criar um novo elemento super-pesado:o número 119 e o 120.

A holografia da maquete se mostra: está nela a concepção de um elemento novo...que não é fruto de tentativas de utilização dos antigos!
Algo inédito, que seu pai concebeu mas não pôde trazer à realidade...
O elemento passa a existir como realidade virtual e caberá a Tony, com toda genialidade herdada do pai(e grana também)sintetizar as informações eletrônicas, neutrônicas e protônicas visualizadas e contabilizadas através de seu super computador pessoal: JARVIS.

Por toda sua simpatia, acabamos por perdoar Tony neste aspecto: seria impossível criar um acelerador de partículas no porão de sua casa e conceber este elemento por lá mesmo! E sem ajuda.
A física moderna vêm colidindo os elementos atômicos já há algum tempo(em máquinas muito extensas) e o máximo que consegue é formar novos núcleos que duram alguns milionésimos de segundo...estes decaem. Mas enfim,Tony é salvo pela ideia e criação de seu pai!